Home / Destaques / Espelho e correção individual da redação do Enem 2015 é divulgado

Espelho e correção individual da redação do Enem 2015 é divulgado

Os participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2015 já podem consultar a íntegra de seus próprios textos escritos na prova de redação e as justificativas para as notas em cada uma das cinco competências exigidas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (13) e podem ser encontrados na página do participante do Enem (confira abaixo um passo a passo de como acessar o espelho) . Chamados de “espelhos”, os textos digitalizados são usados para fins pedagógicos.

espelho-redacao-enem

O tema da redação foi “A Persistência da Violência contra a Mulher na Sociedade Brasileira”. Dos 5.631.606 textos corrigidos, 104 obtiveram nota mil. Outros 53.032 foram anulados e receberam nota zero.

De acordo com o Inep, foram anuladas as redações que fugiram do tema, desrespeitaram os direitos humanos e escreveram em uma tipologia diferente da solicitada, dentre outras razões.

Passo a passo de como acessar o espelho
1) Acesse http://enem.inep.gov.br/ e clique em “Acompanhe sua inscrição”. Ou vá direto para a página do participante http://enem.inep.gov.br/participante/#/loginParticipante .

portal-do-participante

2) Quem está inscrito no Enem 2016 verá, primeiro, os dados da nova inscrições. Na coluna da direita, no item resultados, clique em Enem 2015.

portal-do-participante2

3) O caminho para acessar os espelhos está no botão “Vista pedagógica”, posicionado no fim da página que mostra as notas de todas as provas.

4) Após clicar em “Vista pedagógica”, o estudante verá os comentários para cada uma das notas obtidas nas competências. A impressão do espelho, que é o texto digitalizado, está no fim da página.

Atraso na divulgação
O espelho é divulgado com mais de três meses de atraso. O Inep firmou um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Ministério Público Federal (MPF) para que as redações fossem disponibilizadas em até 60 dias após a divulgação das notas, que ocorreu no dia 8 de janeiro.

Desde 2012, há este acordo entre Inep e MPF para garantir o direito de vistas de provas de redação a todos os participantes do Enem, apenas para fins pedagógicos. Mesmo que o estudante esteja insatisfeito com a nota ou algum ponto da correção da redação, não há mais tempo hábil para recursos, visto que os programas do governo que selecionam os candidatos para o ensino superior já estão em andamento.

Em contrapartida, o Ministério da Educação assegura que o processo de correção da redação é rigoroso. O texto é avaliado por dois corretores. Se houver uma discrepância de 100 pontos (em 2012, era 200), a redação é submetida ao crivo de um terceiro corretor. Caso permaneça a diferença, a redação fica a cargo de uma banca de três especialistas.

Critérios
Pelo espelho, o participante do Enem pode saber qual seu resultado em cada uma das cinco competências avaliadas e compará-lo com o desempenho dos demais candidatos. Os critérios são os seguintes, segundo o Inep:

1- Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo em prosa, pelo qual o participante deve expor um aspecto relacionado ao tema, em defesa de uma posição.

2- Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

3- Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

4- Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitados os direitos humanos.

5- Demonstrar domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa.

1329 Total 3 Hoje
Curta nossa página no facebook, comente e compartilhe. E saiba quais os sistemas em funcionamento